Brasileirão no Pro Evolution Soccer 2017

0 154

A CBF anunciou uma parceria com a produtora de jogos Konami para que o Pro Evolution Soccer 2017 tenho a licença do Campeonato Brasileiro.

O contrato será assinado na manhã desta segunda-feira, com o presidente da entidade, Marco Polo Del Nero, e executivos da companhia japonesa.

Dessa maneira, a CBF assume o papel de “liga” na venda do Campeonato Brasileiro. Normalmente, as duas principais produtoras de jogos de futebol, a Konami, do Pro Evolution Soccer, e a EA Sports, da franquia Fifa, têm que negociar individualmente com as equipes para contar com o futebol brasileiro.

Na Europa, a negociação costuma ser mais simples porque o direito de imagem das equipes está atrelado à associação que gere o campeonato.

A EA Sports, por exemplo, tem contrato com a Premier League e, portanto, já tem a licença dos times da primeira divisão inglesa.

Nos últimos anos, o PES e o Fifa ficaram sem parte das imagens reais do futebol brasileiro.

Além da dificuldade de negociação com os times, alguns jogadores processaram as produtoras pelo uso indevido de imagem, o que gerou necessidade de revisão no contrato com cada atleta.

A exceção é a Libertadores, já que o PES mantém contrato com Conmebol. Nesse caso, a licença acontece como nas ligas europeias.

Os detalhes da negociação entre Konami e CBF não foram divulgados ainda, mas essa deverá ser a primeira vez que a entidade negocia um acordo de licenciamento em nome dos clubes da Série A.

PES 2017

Também nesta segunda-feira, em São Paulo, a Konami apresentará o PES 2017 de forma oficial.

A produtora deverá esclarecer os contratos individuais, além do acordo com a CBF.

No último ano, a companhia patrocinou Corinthians e Flamengo para ter direitos exclusivos das duas equipes.

Os contratos rendiam cerca de R$ 600 mil para cada equipe.

Globalmente, a Konami tem apresentado parceria com diversos clubes. No último mês, a produtora acertou com times como Barcelona, Borussia Dortmund e Liverpool.

Comentários
Loading...